Stylist: Caitriona Balfe revela a sua temporada preferida de ‘Outlander’

  • 06 de fevereiro de 2020

Caitriona Balfe conta ao Stylist os livros que ela leu e podcasts que ela ouviu, enquanto gravava a quinta temporada de Outlander e por quê ela ouvirá o novo podcast de Sam Heughan, Clan Lands.

Sassenachs, estamos há apenas dias de ter a quinta temporada de Outlander. A seca de Outlander está quase no fim. Então, o que podemos esperar desta temporada?

Caitrina Balfe, que interpreta Claire Frase, recentemente nos contou que um dos maiores desafios de Claire e Jamie Fraser será se tornarem avôs. “Isso é algo que não vimos antes e esse tipo de coisa de que você não está cuidando um do outro, está cuidando da sua família toda e o que isso significa,” Balfe explicou.

Também conheceremos direito o bebê de Brianna e Roger MacKenzie, Jemmy, e ver como os novos pais se ajustam aos seus novos papéis. Claro, isso não será fácil com a iminente Guerra de Independência dos EUA, que terá um grande papel na história desta temporada.

Quais livros você leu entre as gravações?

Eu poderia me trancar e ler por um mês, o que seria lindo. Eu tenho uma pilha alta de tantos livros bons, no momento, que estão esperando para serem lidos. No momento, estou lendo Três Mulheres de Lisa Taddeo que é simplesmente magnífico. O fato de ela ter sido capaz de pegar a vida dessas três mulheres e transforma-las no que parece um romance, mesmo que seja baseado na realidade, é incrível e te ensina tanto sobre as mulheres, sua sexualidade e tudo isso, e acho que é realmente lindo. O próximo livro que quero ler é The Overstory de Richard Powers. É um livro sobre uma árvore – acho que talvez algumas árvores? – e a vida delas, parece incrível.

E quanto a posdcasts?

Eu adoro o Talk Art com Russel Tovey. Eu o ouço bastante, porque são boas entrevistas curtas com artistas. Eu ainda não entrei nessa coisa de podcast em série que todos parecem curtir. Se eles forem muito profundos ou longos, eu acabo sonhando acordada e me encontro ouvindo 10 minutos de um podcast e percebo que perdi metade dele. É por isso que não consigo ouvir audiolivros. Isso meio que existe aqui no meu cérebro e eu estou do lado oposto, em outro mundo. O podcast de Sam Heughan, Clan Lands, será lançado em breve. O fato de que ele e Graham McTravish viajaram pela Escócia juntos, e eles serem os dois seres humanos mais ridículos, será o de maior interesse para mim. Estou ansiosa por isso.

Vocês realmente são um grupo unido no set?

Na verdade somos, todo o elenco. Isso tem sido uma das melhores coisas nesta série desde o primeiro dia e tivemos muita gente vindo e indo, mas todos os atores são incríveis e simplesmente ótimas pessoas, nos damos bem e passamos tempo juntos, isso criou uma atmosfera familiar muito legal.

Quem é o maior brincalhão no set durante as gravações?

Eu não sei sobre brincalhão, mas todos nós zoamos muito. Talvez a Lauren Lyle (que interpreta Marsali MacKimmie Fraser). Somos todos bobos e nos entretemos. Acho que a diretora de elenco Suzanne Smith tem um talento muito sagaz para encontrar pessoas com as mentes parecidas e juntá-los no elenco, pois todos temos um humor muito infantil que dá muito certo junto.

Como vocês comemoram a chegada ao final das gravações?

Você inicia a temporada tão empolgada e todos meio que perdem um pouco disso no meio, pois você fica tipo, ‘Oh, Deus, ainda temos tanto para gravar’, mas é aquela coisa de quando se chega ao fim e ficamos realmente orgulhosos desta temporada, ela é muito forte. A criação do novo mundo dos Estados Unidos no ano passado foi um pouco difícil em alguns lugares para nós, mas achamos o nosso ritmo novamente nesta temporada. Os personagens e as histórias estão muito fortes. É emocionante! Fomos para a Comic Con novamente, o que foi ótimo. Acho que qualquer momento que você pode ver os fãs, se encontrar com eles e sentir a empolgação e o entusiasmo sempre te revigora.

Qual foi a sua temporada preferida até agora?

É difícil escolher, mas é duro bater a primeira temporada, só porque era novidade, emocionante e tudo mais. Mas também amei a primeira metade da terceira temporada, estar na década de 1960, a história com o Frank, estar separada de Jamie e se reunir novamente. Ela simplesmente me deu tantos momentos bonitos para interpretar. Como desafio de atuação, essas foram as minhas coisas preferidas… Mas não dá para superar a primeira temporada.

E qual é a sua frase preferida da Claire em toda a série?

“Você pode ir se foder!” Acho que ela disse isso para o Dougal. Tipo, sempre é bom quando você pode xingar com um sotaque inglês elegante. Parece extra malcriado.