Ford v Ferrari estreou em número 1 nas bilheterias dos Estados Unidos em novembro do ano passado, arrecadando US$ 31,5 milhões na bilheteria doméstica e US$ 21,4 milhões no restante do mundo. No Brasil, a bilheteria do fim de semana de estreia foi de quase US$ 590,00 dólares. A bilheteria final total foi de cerca de US$ $211 milhões.

O filme recebeu inúmeras indicações na temporada de 2020, entre elas Melhor Filme de Ação no Critics’ Choice Awards e foi considerado um dos 10 melhores filmes da Natonal Board of Review, doa Estados Unidos.

No início do ano, o roteiro de Ford v Ferrari escrito por Jez Butterworth, John-Henry Butterworth e Jason Keller foi publicado com exclusividade pelo Deadline. Pouca coisa do que vimos na telona difere do roteiro original e, surpreendentemente, Caitriona Balfe teve apenas uma cena completa deletada. Confira o apanhado de cenas deletadas ou encurtadas de Caitriona Balfe no longa.

Cena 01

A cena inicial em que Mollie encontra seu marido na oficina após brigar com um cliente é um pouco mais longa no roteiro original.

Miles: Você é uma pervertida?
Mollie: Desde que me casei com você.

O casal se beija e Peter sai do escritório.

Peter: Mãe, o pai brigou de novo com um cliente…
Mollie: Bom, sendo assim, ele não vai ganhar nenhuma costelinha.
Miles: Aquilo não foi uma briga. Foi um debate. Isso, meu garoto… É uma briga…

Miles pega o filho no colo e o vira de ponta cabeça, o chacoalhando e fazendo barulho de monstro. Peter grita enquanto Miles joga o garoto sobre seu ombro e vai em direção a casa do outro lado da rua.

Cena 02

O começo da cena que os oficiais do governo fecham a oficina de Miles foi cortada.

Peter sai correndo e senta no banco do passageiro, colocando o capacete do pai. Ken coloca algumas caixas no porta-malas e Mollie, uma mala de mão. A roupa a prova de fogo de Miles fica a mostra na bolsa de mão e, sem o marido ver, Mollie fecha os olhos com força e beija o nome dele três vezes, uma superstição secreta, antes de coloca-lo de volta.

Miles: Tony deixará o Alfa lá para às 16h. E se um Porsche 365 azul aparecer diga a ele (cochicha) para se foder. O cheque voltou. Fora isso, será tranquilo.
Mollie: Não me diga. Não deixe ele ficar acordado até tarde.
Ken e Peter: Não vou…

Eles se entreolham.

Mollie: Acabem com eles, garotos.

O carro sai e ela os vê partindo. Ela volta para a oficina, passa por uma pista de corridas de carrinhos e pega um porta-retrato quebrado. Em seguida os oficiais do governo chegam.

Cena 03

A cena em que Mollie fala para Miles que os agentes do governo fecharam sua oficina e eles se sentam na varanda foi mais curta nos cinemas. A foto promocional daquela cena não chegou a ir ao ar, tampouco a vista em um dos trailers, quando Mollie pede para Miles contar a ela sobre a corrida.

Miles: As minhas ferramentas estavam lá! [Na oficina.] Mollie (sorrindo com maldade): Não, não estavam.
Miles: Você roubou as minhas ferramentas dos oficiais do governo?
Mollie: Só as boas. Infelizmente, as porcarias enferrujadas agora são do governo.

Ele coloca a mão no bolso e conta as notas.

Miles: Certo, temos as ferramentas e… 80 mangos.
Mollie: Jesus, o Shelby realmente te pagou?
Miles: Quase morri de choque.
Mollie (sorri tristemente): Conte-me sobre a corrida.
Miles: Moll…
Mollie: Por favor, querido. Apenas fale… Diga qualquer coisa…

Ken olha para ela. Bate o cigarro.

Miles: Eu não estava seguro até a última volta. Gurney freia mais tarde do que qualquer homem que eu já vi, ele nem se importa. Petey pegou o autógrafo dele.
Mollie: Aquele lá não é tímido.
Miles: Fazendo um nome próprio no paddock. Eles correm quando o veem chegando. (Um momento) Ficaremos bem, Moll. Te prometo.
Mollie: Não seja idiota, é claro que ficaremos.

Eles bebem tequila e olham nos olhos um do outro.

Cena 04

A cena que Mollie vê Miles saindo com Shelby para testar carros foi encurtada também.

No roteiro, Mollie estava sentada na cama do Peter e ele estava lendo Julio Verne para a mãe. Mollie ouve o barulho, olha pela janela e vê Miles saindo com Shelby.

Cena 05

A cena que a Mollie dirige como doida teve dois diálogos cortados na versão do cinema.

Mollie: Não minta para mim, Ken! Não minta sobre o que você sente ou o que você quer porque você acha que me fará feliz.
Miles: Querida, eu nem sei o que eu sinto.
Mollie: E se você fizer isso, faça valer a pena. Valer a preocupação. Valer o medo. Valer tudo.
Miles: Vale.

Ela começa a chorar.

Mollie: E é melhor ele te pagar…

Começa o diálogo sobre quanto ele será pago. Depois de Mollie perguntar se Miles está louco, ele começa a rir. Mollie não sabe se ri ou se chora. Eles se abraçam.

Miles: Ficaremos bem.
Mollie: Eu te odeio.
Miles: Também te odeio, querida.

Cena 06

A cena da bendita briga entre Miles e Shelby tem duas versões, a do cinema, que na minha opinião foi melhor, mesmo eles tendo cortado o “Bom dia, Mollie.” e “Bom dia, Shelby.” e a do roteiro.

Mollie sai de casa, abre a cadeira, se senta, abre a revista e acende um cigarro.

Ela está lendo a revista quando um senhor passa com o cachorro.

Mollie: Bom dia, Sr. Henderson.

A briga continua conforme está no longa.

No final, quando Mollie deixa Miles e Shelby deitados no chão para ir ao mercado, depois que eles já tomaram o refrigerante e Shelby seu remédio, ela olha de volta para eles, preocupada.

Cena 07

Depois que Shelby tira Miles da primeira tentativa da equipe de ir à 24 Horas da Le Mans, depois de Shelby perguntar se já quebrou uma promessa ao Miles e o piloto entrar em casa, Mollie chega do mercado. A cena toda foi cortada.

Mollie: Não parta o coração dele de novo.
Shelby: O quê? Eu… Mollie, ele não é o cara mais fácil de se…
Mollie: Ele queria uma chance para ver o que poderia fazer. Você roubou isso dele. Você deveria entender como é isso melhor que qualquer um.

Mollie continua a andar.

Cena 08

Depois do telefonema do Ken para Mollie, enquanto ele corre as 24h de Daytona, Mollie vai pro quarto do filho.

Peter: O Ruby saiu do pit…

Mollie deita na cama com o filho e coloca o rádio entre eles.

Peter: O pai está bem?
Mollie: Ele tem algumas horas de descanso, Peter. A gente também.

Peter dá a mão para Mollie.

Nos Estados Unidos, o DVD e Blu-ray de Ford v Ferrari serão lançados em 11 de fevereiro. No Brasil, ainda não há informações sobre a data de lançamento.