Inquirer | Caitriona Balfe fala sobre cenas intimas de ‘Outlander’ e mais

  • 26 de outubro de 2018

Los Angeles – “Shhh,” Caitriona Balfe reagiu com um sorriso, quando perguntada sobre fazer 39 anos recentemente. A estrela de Outlander estava deslumbrante em uma gola alta amarela e uma saia preta.

Como estou em um lugar na minha vida em que estou muito feliz, é fácil estar bem quanto a envelhecer e a vida,” disse a atriz sobre fazer 40 anos no próximo ano. “Eu tive muita sorte em ter tido uma experiência tão incrível. Tive a oportunidade de viajar o mundo. Tive a oportunidade de viver em tantos lugares diferentes.

Se os próximos 40 anos da minha vida forem como os 40 anteriores, então estou muito ansiosa. Será, é, traga a aventura.

Na quarta temporada de Outlander, a Claire Randall de Caitriona e o Jamie Fraser de Sam Heughan se encontram morando nos Estados Unidos.

Claire e Jamie estão agora na América. Você pode falar sobre a jornada dele e como isso os mudaria?
Uma grande parte do motivo da Claire, especialmente no começo, e do Jamie mais tarde, decidir que eles querem ficar na América é esse elo emocional. Primeiro de tudo, para a Claire, ter criado a filha dela na América é um vínculo emocional grande. Mas para o Jamie, é essa ideia de que essa terra se tornará a terra da filha dele. E se ele tivesse a chance de moldar a política ou a direção daquele país, então ele ia querer fazer isso para melhorar o futuro da filha dele. É um laço emocional muito bonito que eles têm com a terra. Como alguém que é imigrante em muitos aspectos – eu me mudei para os Estados Unidos quando tinha 20 e poucos anos – há uma coisa bonita quando você chega a um novo país e o abraça tanto, mas ainda retém muito do que você trouxe consigo. Foi lindo assistir o Jamie e a Claire nunca abandonar a Escócia neles ou a Inglaterra, mas abraçar a América como uma oportunidade de construir um novo lar.

Você e Sam se tornaram amigos próximos. Vocês apenas riem agora quando gravam cenas intimas?
Principalmente, você precisa ir para qualquer cena colocando o seu personagem em primeiro lugar. Sam e eu somos amigos tão próximos, mas quando falam ‘ação’, é a Claire e o Jamie. Isso é o que é importante em uma cena. Você segue em frente com as necessidades do personagem, onde eles estão. Mas é muito legal que somos tão bons amigos. Quando você fala sobre como as cenas serão, seja cenas de amor ou de briga, ele e eu nos apoiamos. Mas também entendemos aonde estamos. Somos apenas capazes de nos comunicar rapidamente. Isso realmente nos ajuda a essa altura.

Já que a série se passa nos Estados Unidos, vocês gravam aqui ou ainda estão na Escócia?
Ainda estamos na Escócia. Eles avaliaram a possibilidade de gravar na Carolina do norte, mas, logisticamente, somo uma série da Equity, não da SAG (Screen Actors Guild), então mudar essas coisas teria sido muito difícil. O motivo de tantos escoceses terem se estabelecido na Carolina do Norte, Virgínia e nos Apalaches é que as paisagens são muito semelhantes às da Escócia. Além disso, Gary Steele e a equipe dele de design de produção fizeram um trabalho incrível. Usamos muitos sets construídos e eles são incríveis.

Desde o seu noivado com Tony McGill, você teve tempo de fazer planos para o casamento?
Não, todos os meus amigos estão prestes a desistir de mim, pois eu não planejei nada desde então. Finalizamos Outlander no início de julho e comecei a gravar o filme (For v Ferrari) no final de julho. Então, se alguém quiser planejar em casamento, me dá seu número mais tarde e eu ficarei feliz de aparecer quando ele estiver pronto.