Na última sexta-feira (19), durante a San Diego Comic Con, a Netflix apresentou o painel de sua mais nova série que conta com a participação de Caitriona Balfe, O Cristal Encantado: A Era da Resistência.

O painel não foi muito revelador quanto à história da série, mas exibiu ao público diversas curiosidades dos bastidores da produção. No palco, Mark Hamill e Taron Egerton, atores que fazem parte da equipe de dublagem, revelaram que estavam animados em fazer parte deste projeto. Já os criadores, Lisa Henson e Louis Leterrier, enfatizaram a vontade de que a série fosse feita toda com bonecos. Assim, o processo se iniciou quando a equipe copiou os modelos originais (do filme O Cristal Encantando, disponível na Netflix) para recriar todos os detalhes. “A ideia é que você assista a série e se esqueça de que está vendo bonecos,” disse o diretor Louis Leterrier.

Além da exibição do primeiro episódio, que recebeu ótimas críticas, também foi divulgado um novo trailer com imagens dos bastidores da série. Podemos ver a personagem de Caitriona Balfe, Tavra, entre duas outras gelflings na imagem de bastidor do segundo 14.

Também foi revelado que após a estreia da série, em 30 de agosto, a Netflix lançará um documentário mostrando os bastidores da produção.

Baseado no filme inovador de Jim Henson de 1982, O Cristal Encantado, O Cristal Encantado: A Era da Resistência conta uma nova história épica que se passa muitos anos antes dos eventos do longa. O ponto de partida é a cultura Gefling e o mundo Thra, que está morrendo. O Cristal da Verdade, uma fonte de poder incalculável, está no centro de Thra, mas está danificado, corrompido pela maldade dos Skeksis e esse mal se espalha pela terra. Quando três Gelflings descobrem a horrível verdade por trás dos poderes dos Skeksis, eles começam uma jornada épica para iniciar uma rebelião e salvar o mundo.

O Cristal Encantado: A Era da Resistência estreia no mundo todo em 30 de agosto de 2019 com 10 episódios. Clique aqui para saber mais sobre a personagem de Caitriona Balfe na série.

Inicio » Séries de TV e Webséries | TV Shows & Webseries » 2019: O Cristal Encantado: A Era da Resistência » Fotos Promocionais

A 45ª edição do Saturn Awards (Prêmio Saturno), mais conhecido como a versão nerd do Oscar, anunciou na semana passada os indicados para a premiação de 2019. Caitriona Balfe e Outlander foram indicados, bem como os colegas de elenco da atriz.

Melhor Série de TV de Fantasia

American Gods (Starz)
Charmed (The CW)
Game of Thrones (HBO)
The Good Place (NBC)
The Good Witch (Hallmark Channel)
The Magicians (SyFy)
Outlander (Starz)
The Outpost (The CW)

Melhor Atriz de Série de TV

Caitriona Balfe (Outlander)
Melissa Benoist (Supergirl )
Emilia Clarke (Game of Thrones)
Sandra Oh (Killing Eve)
Adrianne Palicki (The Orville)
Candice Patton (The Flash)
Jodie Whittaker (Doctor Who)

Sam Hueghan, Sophie Skelton e Ed Speleers, colegas de elenco de Caitriona Balfe em Outlander, foram indicados nas categorias Melhor Ator de Série de TV, Melhor Atriz Coadjuvante de Série de TV e Melhor Atuação de Ator Convidado de Série de TV, respectivamente. Os vencedores serão anunciados em uma cerimônia exibida pela primeira vez ao vivo pela internet em 13 de setembro de 2019.

Confira aqui a lista completa dos indicados.

Esta publicação pode conter spoilers para a quinta temporada de Outlander.

No último domingo (14), Caitriona Balfe foi vista gravando cenas da quinta temporada de Outlander, em Paisley, próximo à Glasgow, na Escócia.

Gravações aos finais de semanas e na cidade não são comuns para a série, portanto, quando foi divulgado que Paisley seria o cenário para algumas cenas da quinta temporada, os fãs ficaram animados.

A atriz usava figurinos e maquiagens de sua personagem na década de 1960 e a igreja Thomas Coats Memorial Baptist Church serviu de cenário para a cena gravada.

Um padre foi visto no local, bem como figurantes com roupas da década de 1960. Especula-se que a cena seja um flashback.

Nos intervalos das gravações, a atriz conversou com os fãs que a aguardavam, posou ao lado deles e deu autógrafos.

A quinta temporada de Outlander ainda não possui data de estreia, porém sabe-se que será em 2020, já que as gravações acontecem até o final do ano.

 

Na última semana, Caitriona Balfe esteve na Inglaterra para dois eventos ao lado do noivo, um em Londres e o outro em Oxfordshire.

O primeiro, em 7 de junho, foi a partida feminina do campeonato de Tênis de Wimbledon a convite da Polo Ralph Lauren. A atriz foi fotografada no lounge da marca e nas arquibancadas do All England Lawn Tennis and Croquet Club, ao lado do noivo, Tony McGill, e da atriz de Poldark, Eleanor Tomlinson.

Inicio » Eventos e Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2019 » 07.08 | Campeonato de Tênis de Wimbledon, no All England Lawn Tennis and Croquet Club

Inicio » Eventos e Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2019 » 07.08 | Campeonato de Tênis de Wimbledon, dia 7, no All England Lawn Tennis and Croquet Club

A atriz compartilhou uma foto do jogo em seu Instagram e agradeceu a hospitalidade.

Não dá pra dizer pela minha foto porcaria, mas essa é a Johanna Konta momentos antes dela ganhar para ir às quartas de final. Tive uma ótima Segunda Louca… Obrigada, Ralph Lauren, pela incrível hospitalidade… 🎾❤️🎾”

No dia 12 de junho, Caitriona Balfe compareceu ao Audi Henley Festival 2019 e foi fotografada ao lado do noivo, novamente, e também do seu colega de elenco de Outlander, Sam Heughan, entre outros atores convidados. O festival musical aconteceu na cidade de Henley-on-Thames, em Oxfordshire, próxima ao Rio Tâmisa.

Inicio » Eventos e Aparições Públicas | Events & Public Appearances » 2019 » 07.12 | Audi Henley Festival

Novamente, a atriz agradeceu o convite da Audi UK e de Tonya Meli, Diretora de Relacionamento Global de Artistas da Audi, pelo convite.

Obrigada, Udi UK e Tonya Meli por nos receber no incrível Henley Festival. Que noite fabulosa!!! O novo The new E-Tron é muito legal!

Todas as fotos estão disponíveis em nossa galeria.

Netflix divulgou hoje (26) as primeiras imagens e nomes dos personagens do universo de O Cristal Encantado: A Era da Resistência.

Caitriona Balfe interpretará a gelfling Tavra (TAH-vra). Katavra of Ha’rar era uma guerreira Vapra e filha da gelfling All-Maudra (a rainha, dublada por Helena Bonham Carter). Tavra foi originalmente enviada pela sua mãe para encontrar os gelflings traidores, Rian (Taron Egerton) e Gurjin (Harris Dickinson), porém, mais tarde, ela percebeu a verdadeira situação e tentou protegê-los. Seu nome lhe foi dado em homenagem a uma gelfling mitológica que dizia ser amiga de Raunip.

Em seu Instagram, Caitriona Balfe chamou sua personagem de princesa guerreira e disse ter adorado participar do projeto, ” Pessoal, conheçam a Tavra… Princesa guerreira gelfling, claro!!! Adorei interpretá-la. Muito ansiosa para que todos vejam ‘O Cristal Encantado: A Era da Resistência’, na Netflix.

https://www.instagram.com/p/BzLY7k3lW-n/

O Cristal Encantando: A Era da Resistência retorna ao mundo de Thra com uma nova aventura. Quando três gelflings descobrem o horrível segredo por trás dos poderes dos Skeksis, eles saem em uma jornada épica para iniciar o fogo da rebelião e salvar o mundo deles. A história de passa antes dos acontecimentos do filme de 1982, O Cristal Encantado.

O clã Vapra & o Gelfling Gathering

O clã Vapra era uma linda raça de cabelos brancos, pele clara e asas de seda. Considerado o clã mais velho dos gelflings, os Vapras habitavam as aldeias ao longo das costas do norte, sendo a sua capital Ha’rar. A rainha dos Vapras na época do Gelfling Gathering, Mayrin, também conhecida como All-Maudra, era a líder matriarca de todos os clãs gelflings. Os vapras eram habilidosos em camuflagem: o seu vliyaya (literalmente, a chama do fogo azul, a arte mística dos gelflings) se concentra na magia de mudar a luz, permitindo que eles se tornassem quase invisíveis.

Com o tempo, os gelflings descobriram a verdade de que os Skeksis estavam drenando a essência deles e bebendo dela, para retardar o seu processo de envelhecimento. Na época conhecida como “The Gelfling Gathering” (O Encontro de Gelfling, em tradução livre), os clãs gelflings tinham como objetivo formar uma frente unida para derrotar os Skeksis e curar o seu mundo dividido.

Inicio » Séries de TV e Webséries | TV Shows & Webseries » 2019: O Cristal Encantado: A Era da Resistência » Fotos Promocionais

O Cristal Encantado: A Era da Resistência estreia no mundo todo em 30 de agosto de 2019 com 10 episódios.

Para mais informações sobre a mitologia do mundo de O Cristal Encantado, acesse o seu site oficial.

Em 5 de junho, Caitriona Balfe, Sam Heughan, Sophie Skelton, Richard Rankin, a produtora executiva Maril Davis, a roteirista e produtora executiva Toni Graphia e o produtor de arte Jon Gary Steele estiveram em Los Angeles para o evento FYC da Starz, para promover a quarta temporada de Outlander para a temporada de premiações.

A Parade.com esteve no painel e cobriu os tópicos discutidos por Caitriona Balfe.

Claire é uma mulher moderna dos anos 1940 e volta no tempo para uma época em que as mulheres não têm função; elas são basicamente serventes dos seus maridos. Como é interpretar isso?
Isso tem sido o que é ótimo em interpretar essa personagem. Nós a conhecemos como uma jovem mulher, ela definitivamente estava no final dos seus 20 anos, e o marido dela era a pessoa que ela deferia de muitas maneiras. A Claire cresceu muito com isso.

Agora a Claire está nos seus 50 e poucos anos. Tem sido incrível passar por essa vida com essa personagem e  vê-la crescer. A Claire era uma pessoa de cabeça quente e temperamental. A sua necessidade de justiça e de poder dizer algo no momento não mudou, mas o que tem sido interessante é vê-la se tornar mais sábia e não tão tempestuosa e aprender a ter um pouco de calma.

Essa é a beleza em poder fazer uma série. Estamos nisso há 6 anos e meio. Você consegue deixar esses personagens evoluir de uma maneira muito orgânica. Acho que o Sam e eu adoramos ter essa oportunidade de levar esses personagens nessa jornada.

Parabéns à Claire, por ter uma opinião sobre a escravidão ser errada.
Enormes parabéns para os nossos roteiristas por tentar descrever a realidade da América Colonial e qual era a [expectativa] deste país, [ilustrando] o passado das pessoas que criaram esta democracia que temos hoje. Acho que é muito importante mostrar de onde todos vieram. Assumimos como uma grande responsabilidade mostrar isso de uma boa maneira, essa temporada.

Uma das coisas que as pessoas sempre dizem é que era assim que as pessoas eram na época, mas haviam pessoas que, não importa a era, sabiam distinguir o certo do errado.
Isso é algo que a gente sempre conversa. Nunca se pode interpreta um período de época. As pessoas são pessoas. As pessoas podiam não ter sido capazes de dizer como se sentiram, mas elas tinham os mesmos sentimentos desde o início dos tempos. Eu não acho que alguma mulher naquela época estava sentada lá, tipo, “Sim, eu concordo completamente que eu deveria ser uma cidadã de segunda classe”, ou “Essa é uma ótima escravidão para mim.” Não é assim que as pessoas eram, então os sentimentos ainda estão lá. Trata-se só do que você podia fazer com esses sentimentos. E é interessante nesses dramas de época poder explorar como você ainda se sente como ser humano e comover, dentro das restrições daquele período de época.

O que lar significa para a Claire?
Eu acho que, definitivamente, para a Claire, lar é a vida dela com o Jamie. Enquanto o Jamie estava sempre ligado à Escócia e esse era o lar dele, a Claire sempre esteve tentando descobrir o que isso significava para ela. A Claire sempre se sentiu solta. É só quando ela o conhece que ela realmente tem essa âncora. Então, a Brianna é o produto disso e, portanto, essas pessoas são o lar dela.

O que você espera que as pessoas levem dessa série, no final das contas?
Uma coisa que eu amo nela é que ela mostra que vale a pena lutar pelo amor. Eu acho que isso é algo que exploramos continuamente na série.

O que há em Outlander que tem um apelo global e reverbera tão rapidamente com os fãs?
Acho que é o talento incrível que temos. Nossa série também é tão visualmente linda. O talento do Gary, o departamento de figurino. Eles se superam a cada ano. Acho que quando você fala com qualquer um sobre essa série, também é sobre como ela é visualmente linda.

Fale sobre os cenários incríveis criados por Jon Gary Steele.
Acho que o que as pessoas não percebem é o quanto de trabalho é colocado nesses sets. As pessoas acham que nós apenas encontramos estes edifícios e eles já estão lá, mas o que o Gary cria a partir do zero… River Run foi o set mais incrível. Quando você olha para o interior escocês, poder imaginar que alguém pode transforma-lo para fazer com que se pareça a Carolina do Norte de uma maneira tão incrível. Para nós atores, você é completamente transportado. Ele torna o nosso trabalho tão fácil e é tão talentoso.

Você tem algum figurino preferido dos que você usou?
Na última temporada Terry [Dresbach] e Nina [Ayers] fizeram um trabalho tão incrível. Cada temporada conta uma história diferente. A nossa série vai de uma temporada para a outra e a última foi tão especial para todos nós contarmos a história de um imigrante vindo para a América e nossos figurinos refletiram isso.

O meu figurino preferido era esse visual de fronteira em que a Claire usava esse casaco masculino de segunda mão, ele contava a história de como era ir para essa área inabitada e ter que viver lá. Isso é o que um grande figurino faz, ele também conta a história.

Com o lançamento do primeiro trailer do último projeto cinematográfico de Caitirona Balfe, muitos fãs ficaram apreensivos que o papel dela na trama seria secundário e muito pequeno. E, mesmo aparecendo bastante no trailer (tanto brasileiro quanto francês), os fãs ainda imaginam que Mollie Miles, sua personagem, esteja na trama apenas para ouvir as corridas do marido no rádio.

O diretor do filme James Mangold sabe desses enormes clichés e, para a nossa alegria, quis evitá-los. “Ela entendia o que o marido dela fazia. Ela estava com ele desde antes da guerra,” ele contou ao Empire Online. “Ela sabe exatamente com quem ela se casou e quer que ele realize o seu sonho, aquele que ele entrou na meia idade sem ter a chance de realizar. Ela sabe que isso o atormenta. O destino dele é na pista e ele nunca pode cumpri-lo. É um relacionamento realmente único.

Sobre Caitriona Balfe, o direto a elogia. “Ela está fabulosa no filme.

Assista ao trailer legendado e veja as primeiras imagens de Caitriona Balfe como Mollie Miles a seguir.

Inicio » Filmes | Movies » 2019 | Ford v Ferrari » Capturas de Tela: Trailer #001

Ford v Ferrari estreia em 14 de novembro nos cinemas brasileiros.

Em uma breve entrevista ao The Hollywood Reporter, Caitriona Balfe discutiu o momento que ela sabia que a personagem dela era durona.

Claire e Jamie (Sam Heughan) se encontram presos após uma tempestade tumultuosa no final da terceira temporada. Conforme eles constroem uma casa juntos na Carolina do Norte, na quarta temporada, os mundos de Claire se colidem quando a filha deles, Brianna (Sophia Skelton), viaja no tempo para salvar seus pais.

Quando foi o momento em que você achou que a sua personagem era durona?
Caitriona Balfe: 
Quando eu tenho momentos em que a Claire tem que entrar no modo cirurgiã correndo e fazer algo fantástico, esses sempre são gratificantes, esses tipos de momentos pessoais heroicos na luta dela contra a injustiça e coisas assim.

Há algo na sua personagem que você ainda tem curiosidade?
Caitriona Balfe: 
A beleza de estar na quinta temporada de uma série é que você consegue evoluir. A personagem consegue evoluir. Isso é maravilhoso, porque seria horrível interpretar a mesma coisa diversas vezes. Estou interessada em como o tempo, a maturidade e a idade, como isso afeta como você reage às coisas? Acho que a Claire da primeira temporada era muito mais reacionária em impetuosa do que a Claire de agora, mesmo que o instinto de agir e lutar, isso só se manifesta de maneiras ligeiramente diferentes e ela não é mais tão impetuosa, suponho.