TV Insider | ‘Outlander’ promete uma Claire e um Jamie ainda mais sexys na nova temporada

  • 24 de outubro de 2018

Confira a tradução de parte da matéria de capa da revista TV Guide, edição de 25 de outubro, sobre Outlander.

Uma escura floresta escocesa de pinheiros imponentes representa os bosques selvagens da Carolina do Norte colonial, no set de Outlander, o romance sexy de viagem no tempo da Starz. Aconchegados ao lado de uma pequena fogueira nesta fria noite do final do outono estão Caitriona Balfe e Sam Heughan, que interpretam as almas gêmeas Claire e Jamie Fraser. O lindo casal está filmando uma cena tenra do terceiro episódio da quarta temporada. “Quero que façamos uma casa juntos, um lugar que seja nosso,” ela diz. Eles olham nos olhos um do outro. Ele a beija gentilmente. Desmaiamos.

Esta temporada é sobre a Claire e o Jamie encontrarem e construírem uma vida na América,” Balfe diz sobre o casal que se reuniu no meio da terceira temporada, após duas décadas de separação durante a época em que Claire retornou para o século XX para dar à luz e criar a filha deles, Brianna (Sophie Skelton). “Exploramos a domesticidade, mas também há drama e paixão,” ela acrescenta após uma pausa, suas palavras se transformando em uma gélida névoa no ar frio. Rindo, ela diz, “Eles ainda não penduraram as botas velhas!

De fato, atingir a meia idade só melhorou o fogoso relacionamento do casal. “Será ainda mais sexy, pois eles estão na faixa dos 40 anos,” diz Sam Heughan. “Há paixão, sempre. Eles têm um muito amor, confiança e compreensão. E eles confiam um no outro. A América é um lugar perigoso.

Os 13 episódios sobre a nova vida dos Frasers no Novo Mundo são baseados em Tambores do Outono, o quarto livro da série Outlander, de Diana Gabaldon, sobre uma sincera cirurgiã do século XX e seu honrado marido escocês Highlander. A história começa alguns meses depois do final da terceira temporada, quando o casal deixou a Jamaica, para onde eles viajaram para resgatar o sobrinho de Jamie, o jovem Ian (John Bell), e acabaram vendo o navio deles ir parar na costa da Georgia.

Agora é 1767 e os Frasers estão na agitada e lamacenta cidade fronteiriça de Wilmington, na Carolina do Norte (o set foi construído em um campo escocês). Eles estão planejando um retorno para a Escócia com um grupo muito unido de companheiros: o jovem Ian e os recém casados Fergus (César Domboy), leal a eles desde que eles o encontraram como um batedor de carteiras rebelde em Paris, e a voluntariosa Marsali (Lauren Lyle).

Mas alguns eventos horríveis logo fazem o grupo mudar de ideia sobre retornar para casa. “Começamos com um estrondo, um enforcamento,” o produtor executivo Matthew B. Roberts diz. “Então conhecemos o novo vilão: Stephen Bonnet, um psicopata puro.

Bonnet (Ed Speleers, também conhecido como o lindo lacaio de Downtown Abbet, James Kent) é um digno sucessor do malvado “Black Jack” Randall (Tobias Menzies), o capitão do exército britânico que aterrorizou os Frasers e encontrou seu fim nas mãos de Jamie na batalha de Culloden, na terceira temporada. O primeiro ato sinistro de Bonnet é parcialmente responsável pela decisão do grupo de permanecer nas Colônias. “Bonnet é pior do que Black Jack,” diz Heughan. “Ele vai até os lugares obscuros que o Randall ia e pior, mas ele também é charmoso. Quando eles o conhecem, ele engana a todos. Ele é terrível.

Até agora, os devotos dos livros Outlander deveriam estar batendo palmas de alegria para as histórias conhecidas, até mesmo as obscuras. Como em todas as temporadas, os produtores sentem-se pressionados a entregar as cenas preferidas dos leitores. “Sabemos que os fãs estão ansiosos para a cena da ‘pedra escorregadia’, que acontece em um dia úmido e Claire está se banhando no rio“, brinca a produtora executiva Maril Davis. “Mas não podemos fazer exatamente como no livro.” Para manter as surpresas, momentos icônicos são contados de maneiras diferentes ou fora de ordem. Além disso, personagens de temporadas anteriores ressurgem inesperadamente. Os escritores ainda acrescentaram algumas novas histórias, incluindo um encontro com uma figura histórica real.

A aventura americana dos Frasers logo mostra Claire, Jamie e o jovem Ian viajando ao longo do rio Cape Fear para River Run, uma exuberante plantação da rica tia de Jamie, Jocasta Cameron (Maria Doyle Kennedy, de Orphan Black). Esta não é uma viagem prazerosa, pois é marcada pela tragédia e pelo terror. O trio quase não tem tempo de respirar aliviados ao atracarem em segurança na chique orla, antes que outro conflito surja, desta vez entre Claire e Tia Jocasta.

O confronto nasce do desgosto de Claire pelo trabalho escravo. Os produtores tiveram o cuidado de não fugir desse aspecto vergonhoso da história dos EUA. “Ser cúmplice da escravidão é a antítese dos valores de Claire“, diz Caitriona Balfe, e ela não vai ficar parada. Afinal, essa é a mulher que tirou Jamie de uma prisão do século XVIII e, na década de 1950 em Boston, fez amizade com o único estudante afro-americano em sua escola de medicina. Ela e Jocasta discutem e, depois de um incidente horrível, os Frasers seguem em diante.

No dia seguinte a gravação da cena da fogueira, Heughan está na Newhailes House, uma casa de campo escocesa do século XVII, situada em 84 acres, que também serve como a mansão do governador britânico da Carolina do Norte, William Tryon (Tim Downie), que esteve nessa posição de 1765 a 1771. No portão estão cinco fãs devotados, um com um bebê em um carrinho, todos esperando dar uma espiada na ação – ou, mais provavelmente, no homem alto e de cabelos ruivos. Heughan, em traje completo, caminha até lá e passa boa parte de sua hora de almoço conversando amigavelmente com eles.

Então ele está de volta aos esquemas comerciais e políticos do século XVIII. “Jamie está fazendo um acordo com o diabo,” diz Heughan sobre a cena em que Tryon dá ao recém-chegado 10.000 acres de terra em troca de uma promessa de preenchê-la com colonos leais ao Império Britânico. “O contrato [provavelmente] se voltará contra ele,” prevê Heughan. Tryon também alerta Jamie para tomar cuidado com os Reguladores, colonos que lutam contra impostos injustos.

Essa é uma versão abreviada da história de capa da revista TV Guide, edição de 25 de outubro.

A quarta temporada de Outlander estreia domingo, 4 de novembro nos Estados Unidos (no canal Starz) e no Brasil (no canal Fox Premium, às 23h).